fbpx

Impressão 3D e sua relação com a indústria 4.0

Você já deve ter ouvido falar de como vivenciamos um marco no contexto tecnológico moderno com a Indústria 4.0. Mas você sabe o papel da impressão 3D e sua relação com a indústria 4.0?  

A revolução impulsionada pela internet permitiu que a informação se propagasse em escala global rapidamente. Essa mudança impôs novas regras não só em como produzimos, mas também em como fazemos negócio.  

As revoluções industriais  

 As Revoluções Industriais marcam a transição no método de manufatura.

Até meados de 1820 a produção era baseada em métodos artesanais de baixa escala.   

Nas próximas duas décadas a Inglaterra liderava o crescente aumento de utilização de máquinas movidas a vapor e por consequência, uma mudança drástica no volume da produção e em aspectos sociais, com uma mão de obra padronizada e assalariada, marcando a 1° Revolução Industrial.    

 A Segunda Revolução Industrial ocorreu entre 1860 a 1945, com a industrialização generalizada nos demais países europeus.

Como principais inovações nesse período podemos destacar:

  • O emprego do aço;
  • a utilização da energia elétrica e dos combustíveis derivados do petróleo;
  • a invenção do motor a explosão;
  • a invenção da locomotiva a vapor.

 A Terceira Revolução Industrial tem considerado o período de meados do século XX, com a evolução dos meios de comunicação e eletrônicos. O computador, o fax, o celular seriam algumas das inovações que diminuam a distância física entre as pessoas.   

 A Quarta Revolução Industrial, ou Indústria 4.0 está em processo de evolução e o termo é discussão para muitos historiadores que vêem as mudanças da quarta revolução como uma extensão da terceira.

No entanto, podemos perceber diariamente que o espaço entre as mudanças e inovações têm ocorrido de maneira muito mais rápida que a observada na geração de nossos pais e avós.  

Principais pilares da indústria 4.0  

O fato de uma grande quantidade de dados estar conectada na internet e sendo abastecida todos os dias em uma escala global acelera o processo de construção de conhecimento e dos meios produtivos.  

A conectividade é a palavra que resume o nosso tempo.

Podemos perceber isso pela quantidade de informações que recebemos diariamente em nossos smartphones.  

Dentre os principais pilares que podemos citar na Indústria 4.0 encontram-se: Conectividade, Robótica, Big data, Inteligência artificial, Realidade aumentada, Integração de sistemas, Cibersegurança, Internet das coisas (Internet of Things: IoT), Nuvem e Manufatura Aditiva (popularmente chamada de Impressão 3D)   

 E como a impressão 3D se relaciona com a indústria 4.0?  

 A Impressão 3D é um processo que parte do princípio de construção de objetos por camadas adicionando material, diferente das técnicas tradicionais de usinar a partir de um bloco de material.   

Mas como a manufatura aditiva se encaixe no âmbito da industria 4.0?  

 A impressão 3D está aliada a Indústria 4.0 por permitir que peças elaboradas a partir do departamento de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) entrem na linha de produção das fábricas com maior agilidade, eficiência, redução de perdas e com oportunidades de designs customizados.   

 A característica de baixa produção, altamente especializada, com qualidade de reprodução são aspectos que trazem a solução em impressão 3D para dentro das necessidades das fábricas. A utilização não é limitada para peças  protótipos, mas também  peças finais  e  peças de reposição  (interessante no mercado brasileiro pelo alto custo das importações).   

Outros fatores colaboram para a adoção das peças 3D. Em uma sociedade conectada, a diferenciação é um dos conceitos que estão fortemente ditando o desenvolvimento de produtos. Criar a partir de um CAD e ter o objeto em algumas horas permite uma agilidade muito maior no desenvolvimento do projeto. 

Outra faceta interessante gerada na impressão por camadas é que permite construir objetos tridimensionais com funções específicas, como materiais que sofram mudança ao longo do tempo, a chamada quarta dimensão ou impressão 4D.   

Um estudo do MIT desenvolveu materiais que, quando impressos em pontos específicos (articulações) e na presença de água, sofrem transformações físicas.  

É possível programar uma função no material, para que adquira uma forma específica na presença de um reagente químico.   

Esse avanço tecnológico traz muitas possibilidades de desenvolvimento, principalmente na área da saúde.    

Como trazer a impressão 3D e a indústria 4.0 para o seu negócio?    

A indústria 4.0 vai além da adoção da tecnologia, ela compreende a percepção do usuário em busca de maior competitividade e eficiência.   

Alguns dos gargalos observados na produção indicam a necessidade de mudanças dentro do parque tecnológico.  Consequentemente, a perda de vendas para um produto que tenha muitos concorrentes indica que o cliente não está satisfeito com o custo benefício do produto.   

  Essa perda de mercado não é motivada por valores mais baixos, mas por diferenças como um design, eficiência, qualidade e até mesmo, embalagens.   

A solução para recuperar o mercado envolve ter uma percepção melhor do que o cliente deseja, analisar o que é viável ser feito dentro do cenário da empresa com um tempo de decisão e ação rápido.   

 A impressão 3D permite gerar novos designs em pouco tempo, para a aprovação e início de produção. Desenhos CAD parametrizados permitem que pequenas alterações sejam feitas com os modelos base salvos.   

Assim, os profissionais podem visualizar uma variedade grande de versões de um mesmo produto e realizar alterações antes da impressão.    

Para saber mais como a 3D data pode contribuir para inserir a impressão 3D na indústria e te ajudar a ganhar mais competitividade, entre em contato conosco nos enviando um e-mail ou experimente nossos serviços fazendo um orçamento aqui. Será um prazer te ajudar.

×

Powered by WhatsApp Chat

×